As minhas SMS

Foi muito bom passar este fim de semana,
prolongado,... nós juntinhos quatro dias.
Mais tempo, para ficar quentinhos na cama,
enroscadinhos... longe das manhãs frias.

Porque hoje é domingo

Porque hoje é domingo:
vou sentar e descansar,
pensar que a vida é bela,
como é bom estar em familia,
sentir amor á nossa volta.

Porque hoje é domingo,
Nao vou ligar a televisão,
nem vou ao centro comercial,
muito menos ao futebol,
ou sair com os amigos.

Porque hoje é domingo:
Sei que tudo isso é bom,
e tambem muito importante,
mas a familia é muito mais,
e eu preciso estar presente.

Porque hoje é domingo:
vou brincar com o meu filho,
ficar abraçadinho á esposa,
relembrar nossas historias,
esquecer a segunda-feira.

Porque hoje é domingo:
Vai estar um lindo dia,
porque estamos felizes,
Temo-nos uns aos outros,
Muito carinho e amor.

As minhas SMS

Do chuveiro, a água a cair,
De desejo, corpos a tremer,
O prazer profundo a fluir,
O amor tudo faz acontecer.

Os elementos

Tu és a TERRA

Que me dá o sustento
O acolhimento
Que me alimenta
Que me acalenta

Tu és o FOGO

Que me incendeia
Me abraça e me rodeia
A luz que me ilumina
Me envolve e atina

Tu és a ÁGUA

Onde navega o meu sonho
Minhas energias reponho
Nela bebo a inspiraçao
Mato a sede de ilusao

Tu és o AR

Que respiro a cada instante
Mulher amada e amante
A quem amo e desejo
A quem deixo o meu beijo

No teu sono

Quisera eu cantar-te uma canção
Que te ajudasse a adormecer
Que te acalmasse o coração
E que ao ouvi-la sentisses prazer

Mas já é tarde e estás cansada
Precisas ir dormir rápidamente
Em vez de canção queres almofada
E para teu prazer um banho quente

Ficarei eu então a ver-te dormir
Na penumbra olhar teu rosto lindo
Teus olhos e teus lábios beijando

Admirar-te enquanto sonhas sorrindo
Em tua face meus lábios passando
Ficarei enquanto o sono permitir

As minhas SMS

Vale bem mais um minuto contigo,
Que toda uma vida a procurar-te.
Conheci-te, desde aí te quis comigo,
Hoje continuo a querer e a amar-te.

Frases soltas

Hoje senti que tinha de escrever
Não foi o cérebro que pediu
Nem a vontade de encher papel.
Os dedos só têm que obedecer
A uma ordem que de mim saiu.
Como um turbilhão de ideias
Amontoado de sentimentos
As palavras foram jorrando
Como se do fogo do coração
Saíssem em chamas pelos dedos.
Frases foram aparecendo
E eu sem ler, só escrevendo
Não podia… nem queria prende-las
Queimar-me-iam por dentro
Tal qual um fogo intenso
Devastando sem remorso
Todas as esperanças e medos
Desejos e sonhos também
Até nada mais ter para arder
Até já não ser ninguém.
Donde vem esta vontade?
Estas frases donde saem?
Momentos de insanidade?
Instantes de loucura?
Gritos surdos, sentidos
Vozes do além cá de dentro
Da felicidade que se procura
Em tantos momentos vividos
Dos beijos que nos são queridos
Da saudade que não tem cura
Do prazer que ás vezes sentimos
Da indiferença que ás vezes dura
Do recalcar do que amamos
Por não poder amar tudo
Daquilo que para trás deixamos
Do desejo que calamos
Do grito de dor que fica mudo
Na garganta que pensámos cortar
Quando sem saber onde estávamos
Sem sequer saber quem éramos
Quisemos por fim a tudo
Sem sequer nos lembrarmos
Que em cada momento que temos
Há sempre mais alguém ali
Mesmo longe,… desconhecido
Sem uma mão para estender
mas ao sentir um coração ferido
abre os olhos para ver
e se a mão não surge, algo aparece
lábios que calam, ouvidos que ouvem
um coração, que se desconhece
… que pelo grito padece,
e um amigo aparece

Para quê contar...

Mas para quê contar
Dizer o que me vai na alma
Se falar nao esvazia o peito
Nem tira do coraçao a saudade?
Como nesta tarde
O sopro da aragem calma
Não tráz até mim quem amo
Nao me tira esta ansiedade?

Para quê contar
ou até berrar bem alto
Se na frase sou o sujeito
E me falta o predicado?
Meu grito seria mudo
Na garganta ficaria abafado
Como o desejo que me invade
E me deixa estrangulado.

Espero pacientemente
Que ela volte formosa
Para que me possa soltar
Em sons de poesia ou prosa
Que só ela sabe inspirar.

As minhas SMS

Vai mulher e nao tenhas medo.
Exalta em ti o desejo contido.
Solta-te na minha boca em segredo,
Nao reprimas o prazer de um gemido,
Solta em mim o teu grito desabrido.

Pausa para sexo

Hoje á noite pensei assim:
-É hoje que vou fazer um soneto!
Com respeito pelas regra, ah sim!.
A mim mesmo, eu o prometo.

Comecei então a escrevinhar,
Ideias e versos num papel,
Frases soltas, mas sem rimar.
Relatando uma paixão cruel.

Mas nao consegui ordenar,
Aquelas frases sem nexo.
Fruto da minha imaginação.

Resolvi então a paixão matar.
Ir curtir uma hora de sexo.
Talvez depois tenha inspiração

Entre a Lua e o Mar

Caminho entre a Lua e o Mar,
Poucas vezes piso a terra,
Só para o corpo alimentar.
Não pertenço a esta guerra.
Meus pensamentos me bastam,
Dão-me tudo o que preciso,
No meu espirito eles pastam...
Jamais encontrarão o sizo.
Sonhos de loucura e amor,
Preenchem a minha vida,
Nao quero riqueza exterior.
Quero a alma engrandecida.
Quero sentir que sou amado,
Estar acordado e sonhar.
Poder ir para qualquer lado,
Deixar a imaginaçao voar.
Quero estar solto e escrever,
Continuar sempre imaginar,
A cada dia aprender e crescer
Todos os dias eu quero amar.

As minhas SMS

Finalmente o fim de semana,
Dois dias de mel e desejos,
Ficarmos enrolados na cama,
Namorar e cobrir-te de beijos.

Voltei... pelo teu olhar

Quando há tanto tempo parti

Abandonei tudo e fugi
Quis pôr tudo de lado
Abandonar o passado
Esquecer todas as pessoas
E até as coisas boas

Foi duro demais para mim
Não consegui até ao fim
Não resisti a esta vontade
De sonhar-te com verdade
Ouvir música com o coração
Não,… a mim mesmo disse não

Voltei para te encontrar
Para parar de sonhar
Para por fim te sentir
Para te poder ver sorrir
Ver o brilho dos olhos teus
Quando se fixam nos meus