Desejo

Deitado...
na cama eu te esperava.

Entraste.

Sombras tremiam no tecto
Inventadas pela luz da vela
escondida pelo teu corpo.

Gestos de vai-e-vem...
movimentos sensuais de prazer
que me excitavam.

No tecto,
teus seios eram...
nuvens de algodão doce e
assim como a luz,
minha lingua tremia,
em busca do teu sabor.

Quanto tempo,
Quanto desejo sentido,
Fecho os olhos sinto o momento.
Me arrependo do tempo perdido.
Da espera.

Cheiros, sabores,
Reflexos e cores.
Sons e ruídos,
gestos e gemidos.

Admiro-te,
Fonte de amor e prazer.

Amo-te.

Aqui e agora, ficarmos sós,
Num mundo fechado só para nós.

Querer mais, sempre mais,
Afoga-me dentro de ti.
Mata-me de prazer.

Sufoca-me com o teu desejo.
Devolve-me a vida,
em cada orgasmo teu.

As minhas SMS

Sinto o tempo a passar,
Cada minuto sinto uma hora,
Só contigo queria estar,
Poder ir-me daqui já embora.

Festa de S. João

Na noite de S. João
Apanhei a bebedeira
Dei o corpo à bailação
Esqueci minha canseira

Quando p’la manhã acordei
Uma dor forte me ataca
Só então eu reparei
Que a doença era ressaca.

Mas logo volto prá festa
Talvez ela lá esteja
Agora vamos á sesta
Até a cabeça lateja

Mas hoje á noite não irei
Amigos, nos copos entrar
Só com ela bailarei
Só com ela eu quero estar.

De tudo o que se passou
Na noite de S. João
Só a imagem dela ficou
Na cabeça e no coração

As minhas SMS

Ás vezes sonho ser artista,
Contigo estar a contracenar.
No meu filme és protagonista,
És minha heroína, minha Star.

E nós...

Amanhece.
O dia a despontar.
E nós?
Entre beijos molhados
Nossos corpos suados,
Querendo amar.

Tudo desperta.
Flores a desabrochar.
E nós?
Membros cansados.
Instantes desejados,
Nao querendo parar.

Manhã diferente.
A cada olhar.
E nós?
Tantas noites passadas,
De amor inventadas,
E ainda a sonhar.

E a cada dia.
Dois corações a amar.
E nós?
De amor alimentados,
Sem nos sentir saciados,
Sempre a namorar.

Amar-te sempre

Queria eu amar-te sempre
Agora e para toda a vida
Sempre sentir por evidente
Pelo meu coração foste escolhida

Quero que não seja a idade
Entrave ou razão tão forte
Que esmoreça ou tire a vontade
A um amor que quero até à morte

Continuar a lembrar a cada hora
Sempre loucos mas com nexo
Tanto outrora como agora
O amor para além do sexo

Como é importante entender
Que os dois estão de mão dada
Mas o só primeiro faz viver
A nossa alma apaixonada