Desejo (in) contido

É um gesto,um olhar,
uma palavra, um beijo.
É saber esperar,
Dominar o desejo,
guardá-lo contido.
Não dar a perceber,
que o fogo sentido,
não pára de arder
e a cada momento,
por mais pequeno,
cresce o alento,
pelo prazer obsceno,
da carne, da loucura.
Fome por saciar,
sede de água pura,
arfar e sufocar,
o corpo a tremer,
não de frio, mas calor
do sangue a ferver,
visão turva, um torpor,
não nas pernas ou braços,
mas do cérebro,
por falta de abraços.
Aqui eu celebro,
o agarrar excitado;
corpos ardendo,
prazer desenfreado,
bocas secas gemendo,
num sexo molhado,
há tanto desejado.

2 comentários:

  1. É com muito prazer que volto a te ler, Poeta amigo ! Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Olá Cria.
    Obrigado e votos de um dia feliz.
    Bj

    ResponderEliminar